• A-
  • A+

A beleza do tarô Rider Waite

tarô rider waite

Existem muitos tipos de cartas de tarô, mas nenhum deles é tão emblemático quanto o tarô Rider Waite. Ele é a base do tarô moderno e um dos baralhos mais usados. Mas o que faz estas cartas tão especiais? São os desenhos? O significado?

O baralho Rider-Waite conta a história de uma jornada. A jornada do louco através do tarô. Quando olhamos para as cartas do baralho, você tem a impressão de que elas foram criadas há muitos séculos. Mas este baralho só tem 110 anos. E ainda assim, ele parece muito mais velho.    

O motivo está relacionado com a essência do tarô. Estas cartas são a continuação dos trabalhos feitos na Idade Média e no Iluminismo. O baralho Rider Waite tem tudo a ver com tornar os conceitos do tarô mais claros e dar a eles uma nova dimensão.

Um baralho moderno

Na minha opinião, estes tipos de baralho alcançam todos os seus esplendores com o tarô Rider Waite. E a prova disso é que este baralho é considerado como referência. Talvez o motivo para isso seja que na época da criação do baralho, o acesso ao conhecimento era maior.

O tarô não era mais visto como algo popular, mas também como um objeto de estudo. O Rider Waite incluiu novos elementos: como a noção dos reinos físico e espiritual presente em cartas como O mago.

Ou referências aos signos do zodíaco, aos elementos e aos planetas. Como, por exemplo, a carta O imperador, relacionada com Áries.

Conheça os criadores

Se atrás de cada grande homem existe sempre uma grande mulher… atrás de cada grande baralho existe sempre uma grande mulher. Muitos podem não saber disso, mas o tarô Rider Waite, é produto da colaboração entre um homem e uma mulher. O homem cuidou do conceito e a mulher fez as ilustrações.

No entanto, a história foi um pouco injusta com esta mulher, uma vez que seu nome não está no baralho. Mesmo o nome do baralho sendo composto por dois sobrenomes, seu sobrenome não está em nenhum lugar para ser visto.

Na verdade, Rider é o nome da empresa que publicou estas cartas em 1910. Enquanto Waite é o sobrenome do homem: o acadêmico e místico Arthur Edward Waite.

Foi apenas alguns anos mais tarde que alguns começaram a chamar o baralho de Rider-Waite Smith. Smith para Pamela Colman Smith, a outra co-criadora do baralho. Ela era responsável pelas ilustrações e desenhou todas as cartas sob instruções e supervisão precisas de A. E. Waite.

O simbolismo do tarô Rider Waite

A combinação das ilustrações de Smith e dos conceitos de Waite acabou por ser um sucesso. O baralho esgotou instantaneamente e logo alcançou fama no mundo todo. Muitos videntes começaram a utilizá-lo e hoje em dia seus arquétipos são reconhecidos em todos os lugares.

Para mim, parte do sucesso destas cartas se deve ao fato de que elas nos ajudam a nos aproximar ainda mais do tarô. Há algo de muito familiar nelas e que transportamos para nossas vidas.

Elas também são cheias de natureza e muitos outros elementos. Estes elementos contêm muitas mensagens secretas que podemos aplicar diariamente.

E isso não é coincidência, uma vez que A. E. Waite fez muitas pesquisas antes de desenvolver o conceito de cada carta. Ele era um especialista em ocultismo oriental e um estudante apaixonado de todos os tipos de conhecimento esotérico.

O que torna este baralho diferente?

Desde o início era claro que A. E. Waite queria criar algo diferente e extraordinário. Foi por isso que ele entrou em contato com Pamela para encomendar as ilustrações, sabendo que uma verdadeira artista poderia dar vida aos conceitos que ele tinha na cabeça.

O tarô Rider Waite foi um dos primeiros do tipo a ilustrar totalmente todas as cartas, incluindo os naipes dos Arcanos menores. Antes, as ilustrações eram feitas apenas nas cartas dos Arcanos maiores. Isso mudou com o Rider-Waite, e agora cada carta tem seu próprio personagem.  

Mas não é só por isso que este baralho estava à frente do seu tempo. A. E. Waite queria adicionar um novo elemento a equação. Antes, apenas números ou o nome da carta determinava seu significado. No tarô Rider Waite existe um terceiro elemento: o simbolismo.

Para A. E. Waite, era claro que todo mundo estava muito focado nas palavras e nos números das cartas. Isso precisava ser mudado e por isso ele introduziu muitos outros valores simbólicos às cartas. Para ser capaz de tornar seu significado mais amplo e nos dar mais ferramentas para tornar as leituras mais precisas. 

Tudo está no fundo das imagens

Uma gama mais ampla de simbolismo nos ajuda a entender melhor o que estamos enfrentando ou o que pode acontecer conosco. Isso torna a leitura mais aberta em termos de interpretação. Principalmente porque o significado de uma carta muda dependendo das outras cartas do sorteio.

Se olharmos com atenção, o tarô Rider Waite é cheio de pequenos detalhes. Detalhes nos ornamentos, nos gestos do personagem, na maneira na qual eles sentam… mesmo o fundo das imagens está cheio de significados.

Isso nos dá a impressão de que não estamos mais diante de uma carta bidimensional, mas sim de que entramos em um mundo tridimensional.

Por exemplo, podemos vividamente sentir o perigo do penhasco no qual O louco pode cair. Ou nos sentirmos inspirados pelo ar da natureza e da abundância que A Imperatriz tem a nos oferecer.

Se compararmos com o fundo da carta do Imperador, certamente sentiremos uma atmosfera diferente. As montanhas sólidas e desoladas do fundo da carta O Imperador podem ser interpretadas como uma fortaleza onde você esconde seus sentimentos.

Descubra mais artigos interessantes no blog do Padre: